Mural de Anne Frank em Amsterdam feito pelo brasileiro Eduardo Kobra

Eduardo Kobra é um brasileiro conhecido no mundo por fazer lindos murais. Ele ficou mais famoso do que já era ao pintar o mural na cidade do Rio de Janeiro no Boulevard Olímpico para as Olimpíadas Rio 2016. O mural chamado Etnias entrou para o livro dos recordes como o maior grafite do mundo.

Mural Etnias – Rio de Janeiro

Mural Etnias – Rio de Janeiro

Eduardo Kobra assina murais incríveis em várias cidades do mundo. Claro que Amsterdam não podia ficar de fora. 🙂

Em outubro de 2016, foi inaugurado o Mural de Anne Frank, uma bela homenagem a Anne Frank. Ela foi uma menina adolescente que ficou escondida em uma casa junto com sua família e mais alguns amigos durante a Segunda Guerra Mundial. Eles eram judeus e para não serem presos em um campo de concentração, ficaram escondidos numa casa em Amsterdam, que hoje é um museu chamado Casa de Anne Frank. Ela escreveu um diário contando o dia a dia das pessoas que ali estavam e seus medos e angústias. O diário já teve milhões de cópias vendidas e sua história continua viva até hoje emocionando e fazendo refletir.

O Mural de Anne Frank é uma homenagem a essa adolescente super especial, que está viva até hoje em nossos corações. O nome do mural é “Let me be myself”.

Mural de Anne Frank: lindíssimo!

No Mural de Anne Frank em Amsterdam

Mural lindo! Conseguem ver a assinatura do Kobra e a bandeira do Brasil?

Mural de Anne Frank: como chegar

O Mural de Anne Frank está um pouco afastado do centro de Amsterdam. Fica na região norte, uma região que não tem muitas atrações turísticas e é uma área industrial com várias empresas.

Para chegar lá, dá para ir de barca – uma barca que você pega perto da Estação Central para atravessar o canal principal e chegar na região norte. Como de barca tem que andar um pouco, eu fui de ônibus,  pois seria mais rápido e confortável.

A boa notícia é que o ônibus é o mesmo que vai para Zaanse Schans, a cidade dos moinhos. No post de Zaanse Schans, nós explicamos como faz para pegar esse ônibus, o 391. Ele sai da Estação Central (na plataforma E) e vai em direção a Zaanse Schans, passando pela parte norte de Amsterdam. A parada para o Mural de Anne Frank é a Klaprozenweg. Tem que ficar ligado, pois o ônibus não para em todos os pontos (a não ser que alguém solicite). É preciso ficar de olho na TV do ônibus que vai avisando os próximos pontos e apertar o botão de Stop quando estiver chegando em Klaprozenweg. De lá, é só andar cerca de 5 minutos até chegar ao Mural de Anne Frank.

Caminhada do ponto de ônibus até o Mural de Anne Frank. Fonte: Google Maps

Rua do ponto de ônibus perto do Mural

Se você quer conhecer o Mural de Anne Frank, sugiro que vá no mesmo dia de Zaanse Schans para otimizar o tempo. Como é o mesmo ônibus, fica bem mais fácil. É só parar lá na ida ou na volta de Zaanse Schans, conhecer o muro e pegar o ônibus novamente. 🙂

Comentários

Comentário

Renata, mais conhecida como Renatinha, é uma pessoa que ama aprender sobre diversas culturas. Brasileira, apaixonada pelas belezas naturais do país e com muita vontade de viajar pelo mundo todo. É apaixonada também por leitura e fotografia e aproveita as viagens para investir nesses hobbies.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *