Intercâmbio: primeiros passos

Hello folks! Aqui é a Crystal Spinelli, do blog e canal de Youtube Diários de um Piquenique. A partir de hoje serei a colaboradora do Trupe da Trip sobre intercâmbio. Só para deixar vocês por dentro, eu já fiz intercâmbio duas vezes (Japão e Canadá) e estou me programando para o terceiro. E por aqui, começarei falando sobre a minha experiência e dicas sobre intercâmbio no Canadá (mais especificamente em Vancouver e Toronto).

Nesse primeiro contato, darei dicas sobre o que e como fazer um intercâmbio. Assistam ao vídeo a seguir e confiram as dicas:

Intercâmbio: O que você precisa?

Segue uma lista sobre o que você precisa saber para dar o passo inicial no seu intercâmbio.

– Saber o seu destino;

– Verificar se precisa de visto para este destino;

– Se ligar na moeda local;

– Fechar um lugar para ficar (hostel, host family, residência estudantil, etc) ANTES de ir para o seu destino;

– Cartão de crédito internacional (Visa Travel Money, MasterCard, etc);

– Reservar/Comprar/Garantir a passagem aérea com antecedência (além de pagar mais barato, você terá a garantia do seu voo na data programada/escolhida);

– Dar uma conferida se o clima do local te agrada (não adianta você ir para um lugar e quando chegar lá perceber que é neve pura ou chuva pura se você não curtir nenhuma dessas opções);

– Se você é menor de idade, precisará de uma autorização dos seus pais para apresentar à Polícia Federal na hora do embarque;

– Dar uma checada nas dicas do Trupe da Trip antes de viajar 🙂

Agora, se você leu isso tudo e ficou perdido por onde começar, entre em contato com empresas de intercâmbio. Existem várias no mercado (dentre elas: BEX – a que eu viajei -, EF, CI, etc), com diferentes preços e pacotes.

IMG_0344

Chegou o grande dia da viagem: dicas sobre o embarque

Você já fechou tudo sobre o intercâmbio e o grande dia da viagem chegou. O que você precisa saber?

– Chegar no aeroporto com três horas de antecedência;

– Tenha certeza de qual é o seu Terminal de embarque (cada companhia aérea tem o seu terminal; geralmente há placas de sinalização indicando as companhias na entrada dos aeroportos);

– Procurar o guichê da empresa aérea responsável pelo seu voo para fazer o check-in e despachar as malas;

– Ir para a área de Embarque Internacional (atenção: existem dois tipos de áreas de embarque: (1) Doméstico, para voos nacionais e (2) Internacional, para voos internacionais);

– Na área de Embarque Internacional você precisará passar pelo raio-x (verificação da sua bagagem de mão e se você não está portando drogas, armas, líquidos acima de 100 ml, etc – veja a lista completa do que não se pode levar neste site). Em seguida, deverá passar pelo guichê da Polícia Federal, onde você apresentará seu passaporte, cartão de embarque e a declaração do menor, caso esteja viajando com menor de 18 anos.

– Ao passar por esses dois procedimentos de segurança, procure seu portão de embarque e permaneça por perto.

– Às vezes o portão de embarque pode mudar ou o seu voo atrasar. Por isso, é importante que você esteja atento (quando o portão de embarque é alterado, por exemplo, os atendentes avisam qual é o novo portão).

– Outra coisa MUITO importante é tomar conta da sua bolsa. Não peça a ninguém para dar uma olhadinha enquanto você vai ao banheiro e muito menos aceite dar uma olhadinha para alguém. Existem pessoas más no mundo e elas podem te prejudicar colocando drogas na sua bolsa, roubando seus documentos e outras coisas. Mantenha sempre seus pertences ao seu alcance. Uma dica que eu dou é “não ficar parado”. Não fique sempre num mesmo lugar, se você precisar carregar o celular, evite as tomadas cheias de pessoas em volta.  Assim como, sentar de costas para uma parede é menos um lugar para vigiar “as suas costas”.

– As chamadas para embarque acontecem, em média, 50 minutos antes da hora marcada para a decolagem. Assim, dá tempo para todos embarcarem com calma. O embarque acontece bem organizadamente, chamando uma zona (está no seu bilhete de embarque) de cada vez.

– No avião, siga as instruções e tenha um bom voo 😉

No video apresentado no início desse post, eu falo além dessas dicas, de como foi a minha chegada em Toronto e conexão para Vancouver. 

IMG_5547

Bem resumidamente, quero ressaltar algumas dicas para esta e qualquer conexão.

Conexões:

– Ao chegar ao seu destino e você tiver uma conexão, siga as placas. Os aeroportos são muito bem sinalizados e caso você tenha alguma dúvida OU PERDEU a hora para a conexão, procure um atendente da sua companhia aérea.

– Dependendo da Companhia aérea, você não precisa pegar as suas malas na conexão e ter que despachá-las novamente. Quando eu voei para Tóquio, fui de TAM + ANA e despachei minha mala no Rio e só peguei lá em Narita. Já para o Canadá, fui de AIR CANADA e tive que pegar a minha mala e despachá-la novamente.

– Não adianta, ao fazer a sua conexão, você terá que passar pelo procedimento do  raio-x novamente. É chato, mas é necessário.

Arriving

– Ao chegar no seu destino final, você faz a imigração com a Polícia Federal do país do seu destino. Eles podem te fazer uma série de perguntas. Esteja preparado para ouvir desde “você tem alguma doença infecto-contagiosa ou esteve em contato com alguém que tenha?” até “o que o seu pai faz para viver?”

– Pegue a sua mala nas esteiras (são bem sinalizadas e há uma tela indicando qual voo é para cada esteira);

– Se você contratou um transfer para te buscar no aeroporto e te levar até o seu hotel/host family, ele provavelmente estará na área de desembarque te esperando. Se você preferir pegar um táxi, contrate-o dentro do aeroporto, normalmente é mais seguro e menos confuso.

Boa estadia e vá explorar esse mundão! 😀

Ufa, chega por hoje. Além dos vlogs que eu fiz mostrando as minhas aventuras por Vancouver e o intercâmbio que fiz por lá, montei também roteirinhos para passear em Toronto e USA. Em breve vocês poderão conferir por aqui.

Quais dúvidas vocês ainda tem sobre esses primeiros passos? Deixa um comentário aqui pra mim ou me procura nas minhas redes sociais. Quero gravar videos tirando as dúvidas de vocês.

Um beijo e um queijo e até o próximo post :*

Comentários

Comentário

Como uma boa sagitariana de 21 anos, ama viajar e explorar esse mundão e compartilhar seu olhar e experiências através da fotografia e vídeos no seu canal.

One thought on “Intercâmbio: primeiros passos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *