O dia em que viajei na classe executiva da Lufthansa.

No último mês de Maio fiz mais uma EuroTrip, dessa vez para desbravar a Alemanha e um pouquinho da Áustria.

A viagem havia sido planejada com certa antecedência. As passagens eram da classe ecônomica e haviam sido compradas em uma promoção de natal90% das minhas passagens/viagens são sempre em promoção – e estava tudo certo até 3 dias antes do dia da viagem.

Classe executiva da Lufthansa.

Como tudo começou

Eu estava a caminho do Tomorrowland Brasil 2015, quando recebi a notícia de que os pilotos da TAP entrariam em greve no período de 1 a 10 de Maio, ou seja, justamente no período do nosso voo para Alemanha, que estava marcado para o dia 4 de Maio. Nesse momento pensei, vixe lá vem perrengue e a viagem nem começou.

Diante da situação, a primeira atitude foi verificar se o voo estava na lista dos voos que seriam cancelados ou dos voos que se manteriam, mas infelizmente ele não estava em nenhuma das listas.

Para saber mais sobre a situação dos voos, ligamos para o atendimento da TAP e eles nos informaram que poderiam trocar a data do voo para qualquer data após o término da greve, ou seja, depois do dia 10 (e como ficariam nossas reservas :s ) ou nos dariam um voucher com 1 ano de validade. Agora sim comecei a ficar com medo!!!

Como eu estava longe e sabia que por telefone eu não resolveria nada, procurei manter a calma e curtir o Tomorrowland Brasil. Voltei para o Rio um dia antes da viagem, tentei fazer o checkin pelo site da TAP, pois havia recebido um email automático dizendo que o checkin estava aberto, mas o checkin não estava liberado, então decidi ir para o aeroporto resolver pessoalmente.

Peguei todos os documentos e cópias das reservas e fui para o GIG convecido de que conseguiria resolver tudo tranquilamente, mas com a cabeça de que se não houvesse solução por parte da empresa, eu teria de comprar novas passagens de emergência, e resolver isso posteriormente, ainda bem que não foi preciso. =D.

A caminho da solução

Chegamos no aeroporto por volta das 20:00h do dia 3 de Maio e fomos direto ao balcão da TAP. Chegando lá o balcão estava vazio e logo fomos informados que nosso voo realmente havia sido cancelado. Após alguns minutos de conversa e um atendimento muito bom por parte da equipe, eles nos disseram que conseguiriam nos embarcar em um voo que sairia às 22:30h do dia 3 de Maio, ou seja, faltava 2:30 para o voo que eles poderiam nos colocar e nós nem estávamos com nossas malas prontas, ou seja, seria impossível ir neste voo. 🙁

Todos os voos da TAP para o dia 4 de Maio, dia do nosso voo original, estavam cheios. Entretanto acredito que o pessoal do balcão havia gostado da gente. Eles passaram cerca de mais uns 15min buscando opções para nos ajudar e por fim eles conseguiram nos colocar em um voo da Lufthansa (que já estava lotado) sem escalas para Frankfurt no mesmo horário do nosso voo original.

Nesse momento respirei fundo e fiquei tranquilo, afinal conseguiríamos viajar e ainda seria um voo direto, ao invés de um voo com escala. Esse era só o começo da experiência, pois o melhor ainda estava por vir e a gente nem sabia.

Classe executiva na Lufthansa

Classe executiva da Lufthansa

No dia 04 de Maio fomos para o aeroporto com certa antecedência, fizemos o procedimento padrão, despachamos as malas, pegamos os tickets no guichê da Lufthansa e fomos para o portão de embarque aguardar nosso voo.

Na hora do embarque notamos que nossos tickets não tinham os assentos definidos então eu não sabia em qual fila ficar, foi nesse momento em que perguntei ao atendente da Lufthansa:

Olha, meu ticket está sem assento, em qual fila eu fico?

Ela respondeu:

Tenho uma boa notícia para você, mas vai ter que aguardar aqui do lado.

Após 5 minutos de espera ela me entregou os tickets e disse:

Vocês estão sendo convidados a voar na classe executiva. E desejou boa viagem. 

Os benefícios da classe executiva

Esta foi a primeira vez que viajei de classe executiva, então não tenho padrão para comparar com outras companhias aéreas, entretanto posso dizer que é uma diferença enorme em termos de conforto se comparada com a classe econômica.

Após entramos no avião (por uma entrada diferente da classe econômica) e nos acomodarmos, fomos recepcionados com um espumante e vinho branco a escolha como boas vindas. Nesse momento eu já estava meio perdido com o espaço e o conforto das poltronas.

Vinho-branco-e-espumante-na-classe-executiva-da-Lufthansa_thumb.jpeg

As poltronas totalmente reclináveis deram um conforto inexplicável. Elas se transformava em uma cama e o controle permitia colocá-las em praticamente qualquer posição que você desejasse, além disso as TV’s individuais eram bem maiores que as da classe econômica e o apoio de braço tinha entrada usb, ou seja, chegamos à Frankfurt com os celulares carregados.

Pouco tempo depois do avião decolar começaram os preparativos para o jantar. Para o jantar era possível escolher entre três opções de entrada + salada + três opções de prato principal + sobremesa. Já viu a dificuldade né, até então nos voos anteriores só escutava a pergunta: pasta ou frango? (risos)

Para a entrada as opções eram:
  1. Cubos de salmão com cebolinha, geleia de vinho e feijão fradinho com condimentos.
  2. Filé cortado em tiras e refogado com cubinhos de queijo coalho à dorê.
  3. Pedaços de queijo mozarella com tomates e fatias de alcachofra.

Escolhi o Salmão e a salada de acompanhamento. :p

Para o prato principal as opções eram:
  1. Tenro filé grelhado com polenta gratinada, molho de rúcula e molho de vinho Malbec.
  2. Moqueca de frutos do à brasileira com arroz branco e ervilhas, realçada com molho cozido de peixe.
  3. Dolme de batata e aspargos com concassée de tomate e molho de azeitona.

Escolhi o filé.

Prato principal do jantar da classe executiva da Lufthansa

Em relação às bebidas, não se tinha limite, podia pedir qualquer coisa a qualquer hora e a variedade era muito boa. Tinha por exemplo: Warsteiner Premium Beer, Erdinger Wheat Beer, na linha dos spirits tinha Bacardi, Jack Daniels, Johnnie Walker Black Label, refrigerantes, sucos e bebidas quentes como café e chás.

Cardápio da classe executiva da Lufthansa

Após jantar aproveitei a oportunidade de ter uma poltrona totalmente reclinável para cair no sono e dormi praticamente toda a viagem. Por volta de uma hora e meia antes do avião pousar em Frankfurt, fomos acordados para o café da manhã, que também foi bem caprichado.

No café havia frutas, melão e laranja, uma pequena porção de frios com queijo, salame, copa acompanhado de um croissant e o principal que eu escolhi, omelete de shimeji (cogumelos) com cubos de batata.

A outra opção era panqueca de mirtillo (Blueberry) com calda de goiaba, como prefiro coisa salgada no café foi de omelete de cogumelos.

Café da manhã na classe executiva da Lufthansa

Após o café, resolvi ver um pouco de TV e aguardar a chegada em Frankfurt acordado.

Assistindo TV na classe executiva da Lufthansa

Visão de Frankfurt do avião

 

Gostou do artigo? Curta nossa página no facebook e acompanhe a série de artigos sobre minha viagem para Alemanha e também fique ligado em outras aventuras das nossas viagens.
Abraços e make it count!

Comentários

Comentário

Rodrigo é um viajante apaixonado por conhecer lugares, pessoas e culturas. Criador do Trupe da Trip, adora um papo sobre viagem e compartilhar dicas dos lugares por onde já passou.
Já esteve em 11 países e mais de 60 cidades. Tem como lema make it count, ou seja, faça valer a pena!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *