Como perdi R$230,00 em um checkin na Alemanha

Quando descobri que o Zugspitze, o ponto mais alto da Alemanha estaria próximo a nossa rota de viagem, decidi que iríamos visitá-lo, então planejei ficarmos hospedado na cidade mais próxima às montanhas e que pudéssemos nos locomover rapidamente.

A cidade mais próxima era Garmisch-Partenkirchen, que além de abrigar a montanha mais alta da Alemanha é uma cidade muito aconchegante e que vale a pena conhecer.

Sport Hostel

Durante o planejamento da viagem, demorei para fazer a reserva de hotel e os preços subiram muito e as opções ficaram reduzidas, pesquisei bastante e através do Booking.com acabei fechando o melhor custo benefício que foi o Sport Hostel.

A Saga

Como estávamos fazendo um day trip em Innsbruck, na Áustria, chegamos ao hostel para fazer checkin já no fim da tarde. Assim como em outros lugares da Alemanha, não havia ninguém no hostel e o checkin deveria ser feito por nós mesmos, do lado de fora do hostel, através de um Totem – tipo um caixa eletrônico – , que após o preenchimento dos dados e o pagamento da reserva, a máquina informava o quarto e liberaria os cartões de acesso, ou seja, tinha tudo pra dar certo. O.O

Totem de checkin

Totem de checkin

Após preencher o número da reserva e confirmar meus dados, foi solicitado inserir o cartão de crédito para efetuar o pagamento da reserva e concluir o checkin. Como sou cuidadoso, meu cartão já havia sido habilitado para viagem e estava tudo certinho.

O problema…

Na hora de efetuar o pagamento, após ter digitado a senha, deu um erro na tela, achei que poderia ter sido algum problema do sistema, então voltei para a tela inicial e fiz todo o processo até o momento que solicitava o pagamento e adivinhe? A máquina apresentou o mesmo erro.

Na porta de vidro tinha um número disponível para ligar(acho que eles já sabiam do problema), nesse momento descobri que não tinha crédito no celular e fui correndo comprar para conseguir ligar e adivinhe novamente? Ninguém atendeu. 🙁

Telefone do Hostel

Telefone do Hostel

Como eu tinha feito a reserva através do Booking.com, liguei para o suporte e trocamos algumas ligações e o atendimento foi incrível, eles contactaram os responsáveis pelo hostel e em 15~20min após a primeira ligação apareceu uma moça para fazer nosso checkin.

Agora que é triste… como perdi os R$230,00 ou €58!

Quando a atendente chegou ela testou a máquina, confirmou o erro e então nos levou para dentro do hostel para fazer o checkin de forma “manual”. Ela conferiu as informações e disse que faltava somente o valor de uma diária, ou seja, €58.

Naquele momento senti que tinha algo estranho e disse:

Eu: Nós ficaremos 3 dias, o valor dever ser 3 x €58. E mostrei a reserva no booking pelo celular para comprovar o valor da reserva.

Atendente: Está tudo certo, aqui consta pra mim somente uma diária pendente, não se preocupe.

Após argumentar por algum tempo sobre a situação eu efetuei o pagamento da “única parcela restante” no cartão, como pode ser visto abaixo.

Recibo do pagamento de €58

Recibo do pagamento de €58

Já pensando que eu poderia ter algum problema com a reserva, bati uma foto do recibo e guardei. Passamos os dias lá muito bem, e como é preciso esperar uns dias para a compra aparecer no extrato do cartão, não pude verificar se eu havia sido cobrado mais de uma vez enquanto estava lá.

Entretanto, no dia que saímos de Garmisch-Partenkirchen e chegamos em Munique, verifiquei o extrato e – tcharammm -, as duas cobranças estavam lá, tanto a do totem que teoricamente havia dado erro, quanto o pagamento que eu efetuei no checkin com a atendente.

Dando solução ao problema

Diante das circunstâncias, obviamente que eu não ficaria no prejuízo, então entrei em contato com a Booking.com para resolver o problema, eles me solicitaram documentos que comprovassem os gastos e fizeram toda a intermediação com o hostel.

As conversas levaram entre 2 e 3 meses para eu conseguir ser reembolsado e mais uma vez o suporte do Booking.com foi incrível. Por fim eu perdi dinheiro, porque o hostel efetuou um wired transfer(transferência internacional) e o meu banco me cobrou uma taxa de R$140,00(cento e quarenta e poucos reais), quando o valor que eu tinha para receber era de R$230,00. 🙁

O Booking.com por sua vez, procurou reduzir minha perda e me depositou parte da taxa cobrada pelo banco, ainda assim eu sai perdendo.

DICA IMPORTANTE

Casos como esse, em que havia uma outra companhia por trás(Booking.com), poderiam ter sido resolvidos da seguinte forma: Eu falaria que não iria pagar até ter certeza que o problema na máquina não iria me cobrar e se ela tivesse algum problema, solicitasse ao Booking para cobrar do meu cartão(que está no site e é pré-requisito para as reservas).

Determinadas situações só aprendemos quando passamos por elas, e essa entrou para minha lista de perrengues de viagem.

PS: Esse tipo de situação pode acontecer com qualquer pessoa, e caso aconteça algo similar com você não hesite em argumentar, negociar e se for o caso discutir. Muitas das vezes ficamos receosos por estarmos fora do Brasil, não saber a língua nativa e/ou não querer discutir, mas eu já aprendi que assim como tem espertinhos no Brasil, também tem em outros lugares do mundo, então é ficar ligado e não dar bobeira.

Abraços e make it count!

Comentários

Comentário

Rodrigo é um viajante apaixonado por conhecer lugares, pessoas e culturas. Criador do Trupe da Trip, adora um papo sobre viagem e compartilhar dicas dos lugares por onde já passou.
Já esteve em 11 países e mais de 60 cidades. Tem como lema make it count, ou seja, faça valer a pena!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *