8 lugares pra conhecer em Berlim!

Como eu havia dito no meu post anterior “Berlim, a cidade mais legal da Europa”, vou compartilhar com vocês minha seleção dos 8 lugares mais queridos na tão alternativa Berlim e contar um pouco da minha experiência em cada uma delas!

8 lugares pra conhecer em Berlim

1 – East Side Gallery (Muro de Berlim)

Foi o primeiro lugar que visitei quando cheguei em Berlim! Minha empolgação em conhecer o muro era tamanha que não quis esperar muito tempo, só foi o tempo de deixarmos as malas e partirmos pra lá!

Ela é basicamente uma galeria de arte a céu aberto, 105 obras de artistas de todo o mundo pintadas no que restou do muro após sua queda. Com extensão de quase 1,5 km, às margens do Rio Spree, o East Side Gallery se tornou um cartão postal da cidade. Possivelmente a obra mais famosa é a dos soviéticos se beijando, foto clássica dos turistas que passam por lá!

Atenção! Por se tratar de um ponto turístico tomem cuidado com as “pegadinhas” e jogos de azar comuns em lugares assim. Vimos um casal de brasileiros perderem 70 euros por ingenuidade, ao apostar no golpe de descubrir a bolinha.

 

East Side Gallery

East Side Gallery

2 – Memorial do Muro de Berlim, Bernauer Straße

O Memorial do Muro de Berlim não chega a ser um museu tradicional, é um prédio localizado na Bernauer Straße, rua que foi palco de episódios de trágicas histórias de pessoas que foram mortas ao tentar fugir para o lado ocidental.

É um centro de memórias que conta com detalhes a história do muro, sua construção, desenvolvimento, os fatos tristes e trágicos de tentativas de fugas, túneis e até nascimento de heróis. Um relato do desespero de pessoas que tentaram atravessar os limites socialistas.

O último andar tem uma vista impressionante da parte preservada do muro e de uma torre  de observação para o controle das fronteiras.  Conhecer este memorial é como fazer uma viagem no tempo, é uma verdadeira aula de história, só que uma história recente, me senti prestigiada por poder ter conhecido!

 

Bernauer Straße

Bernauer Straße

3 – Berliner Dom, a Catedral de Berlim

A bela e imponente Berliner Dom é sem dúvida uma das construções mais fotografadas de Berlim. Localizada às margens do Rio Spree, na Ilha dos Museus é a maior e mais importante igreja protestante de Berlim.

Assim como a maioria dos monumentos de Berlim, durante um ataque aéreo na II Guerra, a cúpula da catedral foi bombardeada e a igreja ficou praticamente destruída. Após o fim da guerra ela foi restaurada. Possui quatro torres e eu as visitei, de onde pude ter uma vista linda da cidade! Embaixo da igreja há uma cripta com quase 100 túmulos de religiosos e personalidades históricas.

Berliner Dom ou Catedral de Berlim

Berliner Dom ou Catedral de Berlim

4 – Alexanderplatz

A Alexanderplatz é uma das praças mais badaladas de Berlim, além de um importante centro comercial da cidade. Ela já foi cenário de gravações de cenas de filmes como Good Bye Lenin e A Supremacia Bourne.

Quase toda destruída durante a II Guerra, foi reconstruída ganhando novos prédios e construções durante o período comunista. Lendo sobre ela descobri que no pós-guerra tornou-se o centro de Berlim Oriental.

Hoje é um dos principais pontos de transporte público da cidade, com diversas linhas de metrô, trem, ônibus e trams.

Na Alexanderplatz ainda estão a Galeria Kaufhof (loja de departamentos super famosa em toda a Alemanha), a loja de eletrônicos Saturn e minha tão querida Primark (loja de roupas para homens, mulheres e crianças, além de sapatos, bolsas, acessórios e artigos para casa, super, ultra, mega baratos) que fizeram eu e meu namorado termos que comprar uma mala extra para voltar para o Brasil, porque não caberia tudo na mala original! ☺

Alexanderplatz

Alexanderplatz

Eu na Alexanderplatz

Eu na Alexanderplatz

5 – Portão de Brandenburgo

O majestoso Portão de Brandenburgo era um dos portões que dava acesso a Berlim há séculos atrás. Hoje é o principal e mais famoso cartão-postal de Berlim. Na região ainda se encontram a embaixada dos Estados Unidos e um hotel que ganhou fama após o Michael Jackson sacudir um bebê da varanda de seu quarto. 😳

Tirei fotos e aproveitei para almoçar em uma cafeteria ali perto. Como se trata de uma região turística, existem muitas opções de restaurantes, bares e cafeterias bem próximas ao portão.

 

Portão de Brandenburgo

Portão de Brandenburgo

6 – Monumento do Holocausto

O Memorial aos Judeus Mortos da Europa também conhecido como Memorial do Holocausto  é dedicado aos seis milhões de judeus mortos durante o regime nazista. A área onde foi construído fazia parte da “faixa da morte” quando o muro ainda existia. O monumento é constituído por mais de 2.500 blocos de concreto cinza escuro.

Confesso que fiquei deprimida em visitar e não fiz questão de conhecer uma sala subterrânea chamada de “Local da Informação” onde são documentadas as perseguições e o extermínio dos judeus. Meu namorado visitou, mas não permaneceu muito tempo, pois ficou abalado com as cartas deixadas por pessoas vítimas do holocausto. É pesado!

Monumento às vítimas do Holocausto

Monumento às vítimas do Holocausto

7 – Checkpoint Charlie

O  Checkpoint Charlie era um posto militar na fronteira entre Berlim Ocidental e Oriental, na época em que existia o muro e a cidade era dividida. Este posto era usado somente pelos membros das Forças Aliadas e diplomatas estrangeiros para passar da Alemanha Ocidental para a Alemanha Oriental.

Hoje em dia, é um divertido ponto turístico! Todo mundo quer tirar uma foto do posto e da famosa placa informando “You are leaving the American sector”!

Pagamos 2 euros para tirar fotos com o “soldado americano” que ao saber que éramos brasileiros perguntou se torcíamos para o Corinthians. Vê se pode? Hahaha

 

Checkpoint Charlie

Checkpoint Charlie

8 – Kreuzberg, “o Bairro”

Graças a um querido casal amigo que foram nossos anfitriões em Berlim, pude conhecer de bike o bairro que descobri ser um dos bairros com mais história em Berlim, e um dos mais famosos da cidade: Kreuzberg. Também é conhecido por ser o “bairro turco”, já que muitos turcos que migraram para Berlim após a II Guerra, foram residir no bairro.

Após a queda do muro os preços baixos dos aluguéis atraíram artistas, ateliês de costura, lojas de moda e restaurantes para a região. Kreuzberg tornou-se um bairro alternativo e da moda, hospedando um dos centros artísticos, culturais e de maior vida noturna da capital alemã.

Hoje em dia o bairro também recebe muitos visitantes interessados nos graffitis espalhados em suas ruas.

Graffiti em Berlim

Graffiti em Berlim

Berlim é uma cidade incrível, um dos lugares para onde eu me mudaria facilmente! Espero que as dicas sejam relevantes e que ajudem a montar o roteiro de vocês para conhecê-la!

Leia também: 3 cidades que eu já conheci e me mudaria hoje!

Beijos e até outro ponto do mapa! ✈

Comentários

Comentário

Susana, trabalha com produção de eventos e gastronomia.
Suas grandes paixões são seu trabalho, família, Ballet clássico e viagens! Trocar experiências de viagens são sempre seus assuntos prediletos e por isso muito presentes em seu dia a dia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *